Image Map

01/06/2016

Especial de carreira - Maria Alonso - Amazônia: de Galvez a Chico Mendes




A minissérie

Baseada nos romances O Seringal, de Miguel Ferrante e Terra Caída, de José Potyguara, a minissérie Amazônia – de Galvez a Chico Mendes narra a história do Acre, a última região a ser anexada ao território brasileiro. Durante muitos anos, o estado, antes boliviano, atraiu nordestinos e estrangeiros que deixavam suas cidades em busca de uma vida melhor através da extração do látex. A procura incansável por novas áreas prejudicou a natureza, cada vez mais explorada de forma predatória, e trouxe pobreza para a região. A minissérie conta todo esse processo, ao longo de 100 anos, através de três personagens centrais: Galvez (José Wilker), Plácido de Castro (Alexandre Borges) e Chico Mendes (Cássio Gabus Mendes). Para narrar a minissérie, a autora Gloria Perez misturou dados reais e ficção. Com direção geral de Marcos Schechtman, Amazônia – de Galvez a Chico Mendes estreou em 2 de janeiro e foi exibida até o dia 6 de abril de 2007 com um total de 55 capítulos, sendo 41 na 1ª fase, 10 na 2ª fase e 4 na 3ª fase. A minissérie foi reexibida no canal fechado Viva em 2013.


Confira a abertura da minissérie:




A Maria Alonso de Christiane Torloni

Integrante da primeira fase da minissérie, Christiane Torloni deu vida a Maria Alonso, a deslumbrante prima-donna* da Companhia Zarzuela. A dançarina, dona de uma aura enigmática e exuberante, é casada com Gianni (Osmar Prado) mas sai dos trilhos quando seu caminho cruza com o de Luiz Galvez, interpretado por José Wilker. Completamente apaixonada pelo espanhol, Maria cede aos seus encantos e, em uma das viagens com a Companhia, vive um tórrido romance com o jornalista.
Imediatamente, ela decide abandonar o marido e a carreira para acompanhar Luiz. Quando este decide ir para o Acre para lutar pela independência do estado, a bela se arrepende de ter deixado o marido e decide retomar seu casamento. Gianne, que nunca desistiu da amada, aceita seu pedido de perdão e os dois se reconciliam.
Em entrevista (2007), Christiane diz: “Maria Alonso é um reencontro meu com uma Maria anterior, que é minha avó, então considero o personagem um tributo!”
*Prima-donna: expressão italiana que significa "cantora principal da ópera"; pessoa que se conduz com individualidade excessiva, um tipo de "diva".

A dançarina flamenca Maria Alonso, interpretada por Christiane Torloni

Maria Alonso e Luiz Galvez


Christiane Torloni e a dança

Para viver Maria Alonso, Christiane aceitou um desafio: o flamenco. Sem hesitar, colocou um vestido rodado, empunhou castanholas e foi aprender a dança espanhola! Orientada pelos grandes profissionais Mabel Martin e Alberto Turina, da Escuela de Danza do Rio de Janeiro, Christiane, que já demonstrou ter dom para a dança, fez bonito diante das câmeras. Com a desenvoltura de uma verdadeira prima-dona, encantou os telespectadores com os gestos intensos, delicados e precisos.
Companhia Zarzuela

Luiz Galvez cumprimenta Maria Alonso após o espetáculo 


O estilo de Maria Alonso

Com todo o glamour da belle époque de Manaus, o figurino da personagem fazia referência à cultura espanhola, sempre muito sensual e feminina. Com maquiagem sempre carregada, ela apostava no delineador preto e batom escuro.

Christiane posa caracterizada como Maria Alonso: os chapéus eram marca registrada da dançarina flamenca


Os looks da bela Maria Alonso trouxeram a efervescência dos cabarés, do cancan e do cinema mostrando diferentes formas vindas do Impressionismo e da Art Nouveau. Os cabelos presos eram outra marca registrada da dançarina. 

Maria Alonso abusava de acessórios clássicos como rosas nos cabelos e leques

O fruto – Amazônia para sempre

Após vivenciarem a alarmante realidade da Floresta Amazônica durante as gravações da minissérie, Christiane Torloni e o também ator Victor Fasano, criaram o projeto Amazônia para sempre. Através desta nobre ação, a dupla de atores quis sensibilizar a população brasileira acerca da importância da preservação desse grande patrimônio natural que é a Floresta Amazônica.
Em suma, o objetivo era alcançar a marca de 1 milhão de assinaturas em um abaixo-assinado que pedia pela interrupção da devastação desenfreada do ecossistema. O manifesto, intitulado de “Carta aberta aos brasileiros sobre a devastação da Amazônia”, escrito por Juca de Oliveira, teve adesão de mais de 1 milhão de brasileiros, ultrapassando o número necessário para encaminhá-lo ao presidente em exercício da época. Dentre as propostas sugeridas estavam a criação de um “PAC ambiental” e uma Universidade da Floresta. A campanha ganhou visibilidade nacional e mostrou, mais uma vez, o engajamento social da nossa grande atriz! O documento foi entregue ao Presidente no dia 4 de Junho de 2009. 

Clique aqui para conferir o manifesto na íntegra!

Christiane posa ao lado do Manifesto

A atriz leva o manifesto ao presidente em exercício na data, Luis Inácio Lula da Silva, com um milhão de assinaturas
Christiane e Victor, idealizadores do nobre projeto

Bastidores & Curiosidades
  • Entre agosto e outubro de 2006, durante 72 dias, a equipe de produção da minissérie gravou cenas na região Norte, em locações no Acre e no Amazonas;
  • Às margens do rio Acre, a equipe da TV Globo construiu duas cidades cenográficas que reproduziam o mesmo local, porém em épocas distintas do final do século XIX;
  • A minissérie recebeu o Prêmio Qualidade Brasil de 2007 na categoria Melhor Projeto Especial de Teledramaturgia.

     Na pele de Maria Alonso, Christiane foi pauta para matérias em inúmeras revistas, confira algumas delas!
Christiane conta sobre o desafio de interpretar Maria Alonso

Matéria da revista Conta Mais

   Por: Equipe Torloni Star
   Contate-nos através do endereço eletrônico: blogtorlonistar@outlook.com.br

Nenhum comentário: